Congada

16 de fevereiro de 2012

Patrimônio Imaterial

Originada na África, com o Cortejo aos Reis Congos, é uma festa de passos e cantos, se caracterizando pelo som forte dos tambores, procissões e lutas simbólicas de espadas.

Trazida para o Brasil no século XVIII com o comércio de escravos das colônias portuguesas, as etnias africanas encontraram na cultura a forma de preservar suas raízes.

As entidades dos cultos afros eram sincreticamente identificadas aos santos do catolicismo, por isso a Igreja, as autoridades e os senhores de engenho em geral accitavam as celebrações de congo.

A fé nos santos católicos contribuiu para a legitimação do rito. E o som dos tambores, para a consagração do poder de transformação da realidade que vivenciavam.

A Irmandade do Rosário dos Pretos é uma das principais propagadoras da Congada e da memória do povo africano.

O fotógrafo Eraldo Peres documentou a Congada nos anos de 2002, 2003 e 2008.

[nggallery id=15]

, , , , , , , , ,

No comments yet.

Leave a Reply